Maurício Dias (Rio de Janeiro, 1964) & Walter Riedweg (Lucerna, Suíça, 1955) realizam em duo, desde 1993, projetos interativos e interdisciplinares no campo das artes visuais e da performance contemporâneas.
Seu trabalho investiga como as psicologias privadas afetam e constituem o espaço público e vice-versa, tendo como característica principal o envolvimento do público na concepção e execução da própria obra. Dias & Riedweg vivem atualmente no Rio de Janeiro e são representados pela Galeria Vermelho, São Paulo e pela Galeria Filomena Soares, Lisboa.

Premiados no Festival Video Brasil, São Paulo, 2007, com o Premio da Fundação Guggenheim, NY, 2002, com a Bolsa Vitae, SP, 2000 e pela Fundação Pro Helvetia, Suíça, Dias & Riedweg desenvolveram projetos e exposições no Brasil, na Argentina, Africa do Sul, Egito, China, Japão, Estados Unidos, México e em diversos países da Europa. O duo realizou grandes exposições individuais no Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro, nos Museus de Arte Contemporânea MACBA de Barcelona e KIASMA de Helsinki, e no Espace Le Plateau, de Paris.
Dias & Riedweg integraram importantes exposições internacionais como “Conversations at the Castle”, de Homi Bhabha e Mary Jane Jacob, em Atlanta, 1996, “L’État des Choses” de Catherine David, no Kunst-Werke, Berlim, 2001 e “The Populism Project, 2005.
Participaram ainda nas Bienais de Veneza (1999), S.Paulo (1998 e 2002), Istambul (1998), Havana e Mercosul (2003), Liverpool e Shangai (2004), e Gwangju (2006), bem como na Documenta 12, em Kassel, na Alemanha, 2007. Preparam para o ano de 2009 novas exposições individuais para a Galerie Bendana-Pinel em Paris, o Americas Society em Nova York, Centro de Arte Argos em Bruxelas e Instituto Tomie Ohtake em São Paulo.